19 de janeiro de 2017

Ataques sao registrados pela policia em Natal e no interior do RN

Uma onda de ataques criminosos que começou nesta quarta-feira (18) já se estende pela manhã desta quinta-feira (19) em várias cidades do Rio Grande do Norte. Vinte e um ônibus, dois micro-ônibus, um carro do governo do estado, três carros da secretaria de Saúde de Caicó, um veículo da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, duas delegacias e um prédio público foram alvos de criminosos. Não há informação de pessoas feridas. Os atentados, a maioria incendiários, foram registrados em oito municípios.
Nesta quinta o clima é de apreensão na cidade. Os ônibus que circulam em Natal voltaram às ruas da cidade com a frota reduzida e as paradas estavam lotadas. A onda de ataques criminosos continua no estado.
Segundo o secretário de Segurança Pública, Caio Bezerra, está sendo investigado se os ataques têm relação com a crise no sistema penitenciário do estado. "Pessoas já foram presas", afirmou, mas sem revelar a quantidade de detidos.
A maioria dos ataques aconteceu no mesmo momento em que a PM fazia a remoção de 220 presos da Penitenciária Estadual de Alcaçuz. No local, 26 detentos morreram durante uma rebelião no final de semana. Destes, segundo o governo, 15 foram decapitados. Alcaçuz fica em Nísia Floresta, cidade da Grande Natal.
A remoção dos presos foi uma nova tentativa de o Estado retomar o controle da unidade. Para a retirada dos detentos o governo está usando ônibus de turismo locados.
Ataques
Comandante do 1º Batalhão da Polícia Militar, o major Soares disse ao G1 que o primeiro ataque registrado foi contra um carro do governo que estava estacionado na frente da casa de um servidor que mora no bairro de Mãe Luíza. Seis pessoas teriam se aproximado a pé e atirado contra o veículo, que em seguida pegou fogo.
Já na comunidade de Brasília Teimosa, que fica perto de Mãe Luíza, um ônibus da empresa Santa Maria foi incendiado.
Um pouco depois, dois ônibus foram queimados no terminal do Vale Dourado, no bairro Nossa Senhora da Apresentação, Zona Norte. Segundo a Polícia Militar, homens se aproximaram e lançaram um coquetel molotov sobre os veículos.
Após ser baleado, carro do governo pegou fogo (Foto: PM/Divulgação)Após ser baleado, carro do governo pegou fogo (Foto: PM/Divulgação)
À noite, mais oito ônibus foram queimados na garagem da empresa de viação Contijo, no bairro Felipe Camarão, na Zona Oeste da cidade, e um micro-ônibus foi queimado em Bela Vista, bairro de Parnamirim, cidade da Grande Natal.
Por volta das 23h10 a 2º DP de Natal foi alvo de disparos.
Micro-ônibus é incendiado em Macau, RN (Foto: Divulgação/PM)Micro-ônibus foi incendiado em Macau (Foto: Eduardo Carlos)
Em Macau, cidade da região salineira do estado, um micro-ônibus também foi incendiado.
No município de Maxaranguape, litoral Norte potiguar, dois ônibus escolares e um caminhão foram incendiados. Os veículos estavam na garagem da prefeitura. O fogo consumiu os veículos. Ninguém ficou ferido.
A Polícia Militar conseguiu evitar ainda outro ataque a ônibus no conjunto Parque dos Coqueiros, Zona Norte de Natal. Segundo o comandante do 4º batalhão, o major Lisboa, dois homens chegaram a jogar combustível no veículo, mas foram impedidos pelos policiais que patrulhavam preventivamente a área. Os bandidos fugiram a pé na direção da lagoa de captação. O comandante disse também que a segurança foi reforçada em todos os oito terminais de ônibus da Zona Norte.
Bandidos atearam fogo na garagem do prédio da Secretaria de Saúde de Caicó  (Foto: Willacy Dantas )































Presos de Alcaçuz entram em confronto novamente

Presos da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, maior presídio do Rio Grande do Norte, entraram em batalha campal na manhã desta quinta-feira (19). Após subirem em telhados dos pavilhões, membros de duas facções partiram para o confronto. Pedras, barras de ferro e vigas de madeira são arremessadas de um lado a outro. Há informação de feridos. A Polícia Militar está na área externa da unidade. Do alto das guaritas, policiais fazem disparos na tentativa de conter a confusão.
O repórter Ítalo Di Lucena, da Inter TV Cabugi, está na área externa de Alcaçuz. Ele informa que há fumaça na parte interna, barulhos de tiros e de quebra-quebra no local. Por volta das 11h30 (horário de Brasília) o helicóptero Potiguar I, da secretaria de Segurança Pública do estado, chegou ao local para auxiliar na operação.
Durante o confronto, os presos abandonaram as barricadas que haviam montado para se proteger e foram em direção à facção rival, atirando objetos. Foi possível ver detentos aparentemente feridos sendo transportados em carrinhos de carga.
Por volta das 13h (horário de Brasília), a situação estava mais calma. Os grupos em confronto haviam voltado para as barricadas e telhados dos pavilhões, mas ainda lançavam objetos um contra o outro e trocavam ameaças.
A polícia permanecia na área externa do presídio, onde parentes dos presos buscavam informações. A dona de casa Jéssica de Oliveira, de 26 anos, afirma que o marido lhe contou, pelo telefone, ter sido ferido na perna. "O Estado não pode deixar todo mundo assistir a nossos maridos morrerem desse jeito", disse.
Na quarta-feira (18), 220 membros da facção criminosa Sindicato do RN foram retirados de  Alcaçuz, para evitar o confronto com presos do Primeiro Comando da Capital (PCC) que estão no presídio. Ainda há, entretanto, membros do Sindicato no local, além de detentos que não são ligados a nenhuma facção. No total, há cerca de 1,2 mil detentos em Alcaçuz, quase o dobro da capacidade.
No último fim de semana, presos do PCC invadiram a área onde ficam os integrantes do Sindicato do RN. No confronto, 26 detentos morreram.
Desde a última terça-feira (17), a prisão se tornou um verdadeiro cenário de guerra. As duas facções estão divididas no espaço que liga os pavilhões. Do lado esquerdo, perto do pavilhão 4, estão os integrantes do Sindicato do RN e, do lado direito, os do PCC. Armados com barras de ferro, paus e pedras, eles montaram barricadas com grades, chapas de ferro dos portões, armários e colchões.

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa do Rio Grande do Norte (Sesed) tem mantido contato com lideranças do PCC e do Sindicato do RN para tentar retomar nesta semana o controle da penitenciária.
Os integrantes do PCC ocupam o presídio Rogério Coutinho Madruga, conhecido como pavilhão 5 de Alcaçuz. Dos outros quatro pavilhões de Alcaçuz, três abrigam integrantes do Sindicato do RN, facção criminosa que rivaliza com o PCC pelo comando de unidades prisionais e, principalmente, o tráfico de drogas no Estado.
Inaugurada em 1998 com foco na "humanização", a penitenciária de Alcaçuz, no Rio Grande do Norte, está sem grades nas celas desde uma rebelião em março de 2015. Com isso, os presos circulam livremente e os agentes penitenciários se limitam a ficar próximos à portaria O complexo, no município de Nísia Floresta, na Grande Natal, tem capacidade para 620 presos (veja como funciona Alcaçuz).(G1)

Assaltante de Maringá é morto em confronto em Curitiba

AssaltanteFoi identificado na manhã desta quarta-feira (18), o corpo de um dos presos que fugiu da Penitenciária de Piraquara, na região metropolitana de Curitiba. José Antônio de Sá, de 33 anos, o conhecido "zeca malote", foi morto durante um confronto com policiais militares. A fuga aconteceu na madrugada do último domingo (15) quando 28 presos escaparam da PEP 1 em Piraquara. Cinco detentos morreram, outros 23 continuam foragidos. A confirmação da morte do maringaense José Antônio foi dada pela Secretaria de Segurança Pública do Paraná. De acordo com a PM, "zeca malote" estava com um fuzil quando começou a efetuar tiros contra os policiais da RONE. O suspeito foi baleado e morto. José Antônio de Sá recebeu o apelido de "zeca malote" porque praticou centenas de roubos contra malotes de bancos e assaltos contra ônibus de turismo na região de Maringá. Ele estava condenado a mais de 60 anos de prisão por inúmeros crimes praticados durante alguns anos. A Polícia Civil de Maringá já prendeu o suspeito com carro roubado, pistola e munições de fuzil na avenida Paraná em março de 2015. Em novembro do mesmo ano, "zeca malote" trocou tiros com a polícia de Cianorte e foi preso com duas armas de fogo e uma camionete roubada. Depois disso, o suspeito fugiu da Casa de Custódia de Maringá. A polícia do Paraná tratava o meliante como um dos mais perigosos bandidos. José Antônio de Sá era natural de Santa Isabel do Ivaí, mas mas mudou para Maringá ainda adolescente. André Almenara


Por ameaçar juíz e promotor de Arapongas Trio é preso

Na manhã desta quarta-feira (18), três pessoas foram presas pela Polícia Militar (PM) de Arapongas, acusadas de ameaçar juiz e promotor da Vara Criminal da Comarca.
Raísa Paola Reverso, de 22 anos, Jonathan Felipe de Souza, também de 22 anos, ambos em liberdade provisória e Fábio Antônio Reverso, de 37, que estava foragido da Cadeia Pública do município, são apontados como autores de 3 cartas anônimas que foram encaminhadas ao Fórum de Arapongas. O trio havia sido preso em 2016 durante a “Operação Sombra”, acusado de integrar uma das maiores quadrilhas de tráfico de drogas da cidade. Na ocasião 4 pessoas da mesma família foram presas com mais de 7 quilos de cocaína e 31 quilos de maconha.
De acordo com informações repassadas pelo Tenente Mendonça da Polícia Militar (PM) de Arapongas, nas correspondências que vinham sendo postadas através da agência dos Correios da cidade os autores se identificavam como membros de uma das maiores organizações criminosas do país e exigiam que juiz e promotor revissem as prisões, ameaçando os mesmos de sofrerem algum tipo de atentado.
Em relatório levantado pelo Serviço de Inteligência (P2) da PM, estão algumas análises de escrita e imagens coletadas dos Correios, além de demais indícios que foram avaliados pelo Ministério Público (MP).(diaadiaarapongas)


Detran desmente mensagem sobre cobrança de anuidade da CNH

Uma imagem com informações sobre a cobrança de anuidade para portadores do Cadastro Nacional de Habilitação (CNH) viralizou nas redes sociais na tarde desta quarta-feira (18). A nota diz que foi aprovado um Projeto de Lei que regulamenta a cobrança anual da taxa regulamentadora para todos os motoristas do Brasil e que a medida é válida desde o dia primeiro de fevereiro.
O valor da anuidade seria de R$ 298,47 e o boleto seria enviado pelos Correios. Além disso, o não pagamento da taxa resultaria em dívida ativa e até o cancelamento da CNH. Apesar do texto conter vários erros ortográficos, muitas pessoas ficaram intrigadas.
O Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR) desmentiu a informação em uma postagem na página do departamento no Facebook e disse que não há nenhum projeto em tramitação.(massanews)

VERGONHA. Vereadores presos em Foz do Iguaçu tomam posse e retornam para a cadeia

Cinco vereadores presos de Foz do Iguaçu, na região Oeste do Paraná, durante a 5ª fase da Operação Pecúlio, deixaram a prisão para tomar posse na manhã desta quarta-feira (18). A cerimônia foi curta e agitada, com a presença de populares.
Os vereadores Edílio Dall´Agnol (PSC), Luis Queiroga (DEM), Rudinei de Moura (PEN), Darci Siqueira (PTN) e Anice Gazzoui (PTN), foram chamados pelo presidente da Câmara e sentaram à mesa. Em seguida o presidente leu o termo de posse e cada vereador fez o juramento individualmente. Logo após uma assessoria da Câmara passou com o livro de posse para a assinatura de cada.
Os quatro vereadores presos na Penitenciária Estadual de Foz do Iguaçu I (PEF I), deixaram a prisão com uniforme da penitenciária e foram levados até à Câmara escoltados por viaturas da Polícia Federal. Já no prédio da Câmara, os vereadores vestiram terno e gravata, de acordo com o regimento interno da casa. A vereadora Anice Gazzoui foi levada com escolta da Polícia Militar. Anice está presa em cela especial no Batalhão da Polícia Militar.
Às 7 horas da manhã algumas pessoas já estava na fila para garantir um lugar dentro do plenário para acompanhar a sessão. Além de manifestantes, também haviam pessoas a favor dos vereadores, com cartazes de apoio, a maioria em favor de Rudinei de Moura.
Na chegada das viaturas, os vereadores foram vaiados e ofendidos. Algumas pessoas bateram nas viaturas policiais. Uma mulher chegou a ser detida após agredir um policial militar. Um homem que deitou na rampa de acesso à garagem da Câmara precisou ser retirado à força. A assessoria da Polícia Militar informou que não houve excesso policial.
Operação Pecúlio
Os cinco parlamentares foram presos preventivamente no dia 15 de dezembro de 2016 durante a 5ª fase da Operação Pecúlio da Polícia Federal que investiga a prática de crimes contra a administração pública na Prefeitura de Foz. Com informações da Rádio Cultura de Foz do Iguaçu.

No Paraná Menina de um ano morre afogada dentro de balde

Uma menina de um ano e quatro meses morreu afogada dentro de um balde, durante a quarta-feira (18) no Distrito de Água de Jurema, no município de Iretama, no Paraná (PR). Yasmin Vitória Barbosa chegou a ser encaminhada ao hospital mas não resistiu.
A menina brincava no quintal de casa e a mãe acabou estranhando o silêncio. Ao verificar, ela encontrou a garotinha desacordada dentro do balde. A mulher pediu ajuda de populares que levaram a criança até o hospital, no entanto ela já estava morta.
O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Campo Mourão.(Com informações - Massa News)

Na zona oeste de Londrina; Mulher é morta a facadas ex-marido é suspeito

Uma mulher de 38 anos foi morta com dois golpes de faca no início da tarde desta quarta-feira (18), na rua Camilo Simões, no Parque Universidade, zona oeste de Londrina. Segundo a delegacia da Mulher, o ex-marido, funcionário público aposentado, de 73 anos, é suspeito.

De acordo com a delegada Geane Aparecida dos Santos, o ex-marido da vítima Liliane Diez Perez trabalhava como auxiliar de necropsia no Instituto Médico-Legal (IML) e já estava separado da mulher. A vítima mora em São Paulo com a filha do casal, de 4 anos. Ela veio a Londrina participar de uma audiência na Vara da Família, na qual o ex-marido também estava presente.
Após a audiência, a mulher teria ido até a casa dele para buscar alguns documentos dela e da filha. Os dois teriam discutido e ele teria ferido a mulher a facadas. Uma vizinha escutou os gritos, mas quando foi ver o que poderia acontecido, a vítima já estava caída na calçada da casa. Equipes do Siate foram acionadas, no entanto, a mulher já havia morrido.

Quando a Polícia Militar (PM) chegou ao local, o suspeito já tinha fugido e até as 18h30 não se apresentou na delegacia. A filha de 4 anos do casal não veio a Londrina com a mãe. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Londrina.
(Com informações do repórter Paulo Monteiro, do jornal NossoDia)



Na zona norte de Londrina Adolescente morre em confronto com PM

Um adolescente de 17 anos morreu na noite desta quarta-feira (18) na rua Odilon Braga, no conjunto Sebastião de Melo César, zona norte de Londrina, após um confronto com a Polícia Militar. Testemunhas disseram que o menor teria chegado em um Corolla quando o embate começou.

No local, nenhum oficial comentou o fato. Informações preliminares dão conta de que uma perseguição policial estava acontecendo antes da troca de tiros. O adolescente já teria passagens pelo sistema prisional.

O corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML) de Londrina.

Redação Bonde


17 de janeiro de 2017

Após fugir de penitenciária e trocar tiros com o BOPE morador de Arapongas morre no confronto

Durante a manhã desta segunda-feira (16), dois foragidos da Penitenciária Estadual de Piraquara (PEP 1), sendo um deles o araponguense Evandro Emanuel dos Santos (foto), de 32 anos, morreram em um confronto com policiais da Rone (Rondas Ostensivas de Natureza Especial), que faz parte do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais). A dupla estava escondida em uma construção localizada em Quatro Barras, na região metropolitana de Curitiba, juntamente com outros dois comparsas que conseguiram fugir.
Segundo informações da própria PM, tudo começou quando as equipes foram checar uma denúncia na Rua Júlia Ferreira da Silva. “Quando chegamos, nos apontaram uma casa onde os suspeitos estavam e, ao tentarmos abordar, fomos recebidos a tiros”, contou o tenente Gutierrez.
 Além de Evandro, foi a óbito Marlon Magno Freitas Castelhano, de 31 anos, que era ligado ao PCC  e em 2010 teria participado da morte de um agente penitenciário, quando juntamente com outros suspeitos tentou arrebatar um detento em Campo Largo.
 A fuga, ao todo, gerou até o momento quatro mortes e 24 ainda seguem foragidos.(diaadiaarapongas)