27 de maio de 2017

Menina vive com doença rara no ES e tratamento custa R$ 88 mil por mês

Uma menina de 11 anos precisa de um remédio muito caro pra continuar viva. Cada frasco custa R$ 22 mil e ela precisa de quatro por mês. A Thays estava recebendo o remédio do Ministério da Saúde, mas o fornecimento foi suspenso.
O medicamento tem nome difícil. É o eculizumab que mantém a Thays bem. A menina tem Síndrome Hemolítico Urêmica Atípica (Shua).
A doença foi descoberta há um ano e não tem cura. O remédio é a única forma de controle, mas não é fornecido pelo SUS.
Os últimos frascos, a mãe da Thays, a vendedora Eloíza Miranda Gomes, conseguiu com o Ministério da Saúde por meio da Justiça.“Quando foi diagnosticada a doença a, a médica encaminhou a gente para a associação e ela começou a receber as doses. Mas só recebeu em dezembro e em janeiro. O problema é que o ministério da saúde recorreu e suspendeu o fornecimento do medicamento”, diz a mãe.
A preocupação da Eloíza é que restam só oito frascos e a Thays precisa de quatro por mês. Aa dosagem é de acordo com o peso. Se ela engordar, vai precisar de mais frascos, serão 6 frascos por mês. Hoje ela tem 29 kg. “Quero continuar tomando meu remédio para poder estudar, brincar, como ma pessoa normal”, diz a menina.

Doença

A Síndrome Hemolítico Urêmica Atípica atinge crianças e adultos também. É uma doença muito rara. Para cada um milhão de habitantes, 20 pessoas têm essa doença. No Espírito Santo, oito pessoas estão em tratamento.
A médica que acompanha a Thays explica que a doença pode ser genética ou surgir depois de uma infecção, com o uso de alguma medicação, vacinação, durante a gravidez. A doença pode atingir todo o organismo e trazer complicações para a saúde, inclusive matar.
“Aantes do medicamento era feito só um paliativo, cerca de 65% dos pacientes morriam ou evoluíam para diálise no primeiro ano da doença. Com o medicamento houve redução de 100% dos eventos hematológicos e reduziu em 95% as mortes de crianças e 60% as mortes de adultos”, diz a médica Buna Boreli
A Associação que conseguiu o medicamento para a Thays diz que está tentando voltar com o fornecimento. “Estamos tomando as medidas cabíveis para estabelecer a volta da entrega do remédio”, diz o advogado.
A Thays vive na expectativa de poder continuar bem, de poder sonhar em um dia poder cuidar não só da sua cadelinha de estimação, a rubi. “Espero ficar bem para cuidar dos animais. Quero ser veterinária”, comentou.

Ministério da Saúde

Em nota, o Ministério da Saúde explicou que para ser incorporado ao SUS, o medicamento necessita de registro na Anvisa e ainda passar pela avaliação de uma comissão especial.
O órgão ainda informou que esse remédio, o Solaris, já foi incluído na lista de produtos prioritários para avaliação divulgada no inicio desse ano.
A nota também ressalta que o Ministério da Saúde atende a todas as demandas judiciais. E que esse medicamento representa o maior gasto entre os dez remédios mais procurados.
Só no ano passado, foram gastos mais de R$ 613 milhões para atender a 442 pacientes.(G1)

PM prende sete suspeitos de assaltar diversas propriedades rurais na região

Uma operação realizada nesta sexta-feira (26) por policiais do 10º BPM de Apucarana (norte do Paraná), com apoio de equipes de Arapongas, Maringá e de Campo Mourão, resultou nadetenção de sete pessoas (entre as quais um menor) suspeitas de vários roubosocorridos recentemente em propriedades rurais na região. Durante o cumprimento de mandados judiciais de prisão e busca foram apreendidos objetos de procedência duvidosa, rádios comunicadores, dinheiro, munição e armas.

A PM de Apucarana  planejou e coordenou a operação, mas os mandados foram expedidos pela justiça da Comarca de Campo de Mourão (centro-oeste do Paraná). 

Todas os suspeitos foram detidos em Apucarana e levados à 17ª Subdivisão Policial (SDP) para os procedimentos legais sob responsabilidade do delegado José Aparecido Jacovós.(tnonline)


Suspeito de matar esposa asfixiada é preso em Ivaiporã

A Polícia Civil prendeu um homem investigado por homicídio, nesta sexta-feira (26), em Ivaiporã. Alexandre Pereira de Lima é o principal suspeito do assassinato da ex-mulher Juliana Floriana. O crime ocorreu em 13 de março, em São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba. 
De acordo com o delegado Gustavo Dante, os dois eram casados e o rompimento do relacionamento seria o motivo do homicídio. O corpo de Juliana foi encontrado por uma irmã, com a alça de uma bolsa enrolada  no pescoço. Segundo laudo do Instituto Médico Legal (IML) ela foi morta por asfixia. 
Lima foi localizado após denúncias em uma casa na Rua Palmas, na Vila Monte Castelo. Ele será recambiado para a comarca de origem do crime. Segundo informações, ele havia se separado há pouco tempo da vítima e este seria o motivo do crime.(tnonline)

Jovem com tornozeleira eletrônica é assassinado em Apucarana

Um homicídio com característica de execução foi registrado na noite desta sexta-feira (26) no Residencial Loteamento Bacarin, na zona oeste de Apucarana. Jonathan Bruno de Souza, 22 anos foi assassinado a tiros quando estava na Rua Frederico Ciapina. No local do crime policiais militares apuraram junto a testemunhas que três homens já chegaram atirando no local, onde 12 cartuchos deflagrados foram apreendidos pelos PMs.

Jonathan usava tornozeleira eletrônica porque respondia pelo crime de homicídio. Segundo a PM, ele matou com oito tiros o cunhado Claudenes Avelinos dos Santos, de 33 anos, no dia 25 de agosto de 2016, na Colônia dos Novos Produtores (zona oeste de Apucarana).

Sem pistas
Policiais militares isolaram o local do crime e acionaram a equipe de homicídios da Polícia Civil e o Instituto Médico Legal (IML). Os autores do homicídio fugiram e a polícia realiza diligências para localizá-los, ainda não pistas do paradeiro deles.(tnonline)



26 de maio de 2017

Após prisão em flagrante com drogas, grupo ganha a liberdade

Policiais militares de rondas ostensivas de natureza especial (RONE), abordaram dois rapazes que se identificaram como policiais militares do serviço reservado na noite de terça-feira (23) em Colombo, na região metropolitana de Curitiba. Os rapazes relataram que sabiam do paradeiro do procurado conhecido por "Cambará". Os policiais foram até a residência indicada e na chegada da equipe, um rapaz que estava na porta da casa correu para dentro da residência. Os policias entraram no local e encontraram drogas. Na casa estavam quatro rapazes que foram detidos. Na confecção do boletim de ocorrência a equipe pediu aos dois rapazes que se identificaram como policiais do serviço reservado os documentos para incluir no boletim de ocorrência. Foi quando a equipe da RONE percebeu que a dupla estava com falsos distintivos e um simulacro de pistola.
Os quatro que estavam na casa e os dois falsos policiais foram detidos e encaminhados para a delegacia do Alto Maracanã.
A droga apreendida totalizou 4,5 quilos de maconha, 780 gramas de cocaína e 1200 reais em dinheiro trocado foram levados para a delegacia para a confecção do flagrante.
Os dois falsos policiais foram enquadrados por usurpação de função pública. Já os quatro que estavam na residência foram presos por tráfico de drogas.
Nesta quinta-feira (25), menos de dois dias após a prisão, para a surpresa dos policiais todos os envolvidos na prisão em flagrante por tráfico de drogas foram soltos em audiência de custódia. Os policiais relataram que ainda foi instaurado um inquérito contra a equipe por invasão de domicílio.(massanews)

Filho que agrediu a mãe de 84 anos já está preso afirma Polícia do Maranhão

A Polícia Civil do Maranhão confirmou a prisão do bacharel em direito, Roberto Elísio Coutinho, que aparece agredindo verbal e fisicamente a sua própria mãe, uma senhora de 84 anos.
Os vídeos com as agressões de Roberto acabaram viralizando nas redes sociais e causando revolta em todos que assistiram as cenas.
O agressor ainda concedeu entrevista à Rádio Mirante AM, ao jornalista Marcial Lima, no programa Acorda Maranhão, e afirmou sofrer de esquizofrenia, tentando justificar as suas agressões.
Após a ampla divulgação, a polícia foi até a residência de Roberto Elísio Coutinho para prendê-lo, mas ele já havia deixado o local. A polícia continuou as buscas e conseguiu capturá-lo no município de Raposa.
Roberto está sendo encaminhado para a Superintendência de Polícia Civil. O Ministério Público também confirmou que já pediu a prisão preventiva do agressor.
A mãe de Roberto, a vítima das agressões, está sendo encaminhada para o IML, onde será submetida a exames de corpo de delito.(DiegoEmir)



Após teoria de namorada ter morrido engasgada com pênis, homem é inocentado de morte

Um homem de 65 anos, acusado de homicídio, foi inocentado em um tribunal na Flórida, após seu advogado apresentar uma teoria: que a namorada de seu cliente teria morrido engasgada com o pênis dele durante sexo oral. O homem estava namorando com a mulher, de 60 anos, havia quatro meses.
A defesa do homem chegou inclusive a pedir que ele pudesse mostrar o pênis, considerado muito grande, aos jurados para embasar a teoria, mas não foi permitido.
Depois de um perito testemunhas que é muito improvável que alguém pudesse morrer engasgado com um pênis, a defesa alegou que a mulher pode ter morrido de ataque cardíaco durante o sexo.
Francisca morreu em outubro de 2015, durante um encontro com Richard. O corpo foi encontrado já em estado de decomposição, deitado de bruços na cama de seu quarto.(massanews)

Uno ‘atropela’ vaca e cinco pessoas ficam feridas

Cinco pessoas ficaram feridas em um acidente registrado na PR-498, entre Japurá e São Tomé, na noite de quinta-feira (25). Eles estavam em um Uno que bateu em uma vaca que estava na pista. 
No carro seguiam o condutor, duas mulheres e duas crianças. Todos foram socorridos e encaminhados à Santa Casa de Cianorte.
Devido aos ferimentos, o animal precisou ser sacrificado.

Policial reage a assalto e esposa e bandido morrem em troca de tiros

Uma tentativa de assalto terminou com duas pessoas mortas e um ferido no fim da tarde de quinta-feira (25) em Cascavel no Paraná. Um policial militar reagiu a ação do bandido e houve troca de tiros. A mulher do PM e o ladrão morreram ainda no local do crime. 
De acordo com vizinhos dezenas de disparos foram ouvidos. Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e do Corpo de Bombeiros foram acionadas e ao chegarem encontraram um homem caído no chão sem vida. 
Dentro da residência estava a mulher do policial que também já havia entrado em óbito. O PM foi socorrido com ferimentos e encaminhado em estado grave ao hospital. 
Segundo testemunhas, um segundo assaltante fugiu em um Cruze durante a troca de tiros. Outro carro teria dado cobertura à ação.(tnonline)

Dupla é presa após jogar sacola com maconha no solário da cadeia

Dois rapazes foram presos após serem flagrados jogando drogas no solário da cadeia pública, quinta-feira (25) à noite, em Ivaiporã. Policiais perceberam que havia um motociclista rondando o prédio da 54ª Delegacia Regional.  Durante as buscas a equipe visualizou dois rapazes, um deles atirou algo no solário da cadeia após perceber a aproximação da polícia.
Os suspeitos, identificados como Regivaldo Morais da Costa Mesquita e Isaac Amonrra Silva Santana, tentaram fugir, mas foram detidos. Com eles foram encontradas 30 buchas de maconha que estavam dentro de uma sacola.
Ao ser interrogado, Regivaldo confirmou que eles receberam R$ 300 para jogar o material no local. Ambos permanecem presos na cadeia pública.(tnonline)