14 de dezembro de 2017

afirma o MP Avó de menina que engoliu pedra de crack é usuária da droga

O Ministério Público do Paraná (MP-PR) divulgou na quarta-feira (13) que a avó de uma menina que engoliu uma pedra de crack é usuária da droga e não o pai, como a polícia divulgou inicialmente após suspeitar dele. A criança, de dois anos e meio, foi encaminhada ao Hospital Universitário (HU) de Maringá e permanece internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em estado grave.
O caso ocorreu na noite de segunda-feira (11), em Cidade Gaúcha, no noroeste do Paraná. Segundo a Polícia Civil, a criança foi encontrada por um irmão dela, já passando mal.
Ele percebeu o estado da menina e chamou a avó. A mulher disse à polícia que tirou uma pedrinha branca de dentro da boca da menina. A família também afirmou que havia desconhecidos em frente à residência antes dela ser vista com a pedra de crack.
A menina teve convulsões e chegou a ter uma parada cardíaca, mas foi reanimada. O Conselho Tutelar, a Polícia Civil e o Ministério Público investigam a situação.
De acor do com o MP-PR, os pais não usam a droga. Como eles moram nos fundos da casa da avó da criança, a família deverá receber acompanhamento do Conselho Tutelar dos Direitos da Criança e do Adolescente e de uma assistente social, para prevenir que as crianças fiquem expostas a situação de risco.
A criança está internada no HU de Maringá - Foto: Reprodução/AEN
Operação e prisõesA Promotoria de Justiça de Cidade Gaúcha e a Polícia Militar cumpriram ontem (13) cinco mandados de busca e apreensão expedidos pela Vara Criminal da comarca, a pedido do Ministério Público, em operação de combate ao tráfico de drogas na cidade. Durante a ação, duas pessoas foram presas em flagrante por tráfico de drogas.
Os mandados foram cumpridos em residências de suspeitos e em locais utilizados como pontos de venda de drogas. A operação contou com o apoio de policiais militares da Rotam de Cruzeiro do Oeste e de Goioerê, além de policiais do 7o Batalhão da Polícia Militar (Destacamento de Cidade Gaúcha) e do Canil de Cianorte – um cão farejador foi utilizado na operação.
Com informações da Polícia Civil e do MP-PR(via Tnonline)


Polícia investiga abuso sexual a criança de apenas um ano; vítima morreu

A morte de uma menina de apenas um ano de idade está sendo investigada pela polícia. A vítima foi estuprada horas antes de morrer. A violência sexual foi constatada por médicos de um hospital de Umuarama, que acionaram a polícia. A menina, que morava com a família em Icaraíma, chegou na unidade bastante debilitada e morreu por broncoaspiração, após ter engolido o próprio vômito. O exame preliminar do Instituto Médico Legal comprovou a violência sexual “de diversas formas” e encontrou no corpo da menina material genético do agressor “em quantidade considerável”, explicou o delegado Osnildo Carneiro Lemes, de Umuarama. Foi constatado ainda que a menina sofreu outros abusos anteriores. A presença do material genético – que será analisado - indica que o estupro aconteceu cerca de 72 horas antes da morte da criança. O pai da menina foi apontado como principal suspeito do crime. Ele prestou depoimento e negou o abuso. O homem ainda apresentou um álibi de que estaria na igreja no momento estimado do abuso. Aos policiais, a mãe afirmou que viu o marido estuprando sua filha, mas mudou de versão diversas vezes durante o depoimento. Depois comentou que o abuso pode ter ocorrido em uma festa em que ela foi com a criança. “Ela não inspira a menor confiança no que fala”, comentou Lemes. O casal não foi preso em flagrante e as investigações foram transferidas para a delegacia de Icaraíma. Colaboração O Bemdito



Na BR-369 em Rolândia Mulher morre atropelada por carro

Mais uma pessoa perdeu a vida na noite desta quarta-feira (13), na BR-369, em Rolândia. O acidente aconteceu próximo ao posto Via Sul, na saída para Londrina. Simone Schimidt Ruiz, de 50 anos, morreu após ser atropelada por um veículo Peugeot, de cor preta. A vítima estava indo para o trabalho e, após descer do ônibus, tentou atravessar a rodovia e não viu o carro. 

Com o impacto da batida, a mulher foi arremessada para o teto do carro e acabou morrendo em cima do veículo, antes da chegada das equipes de resgate. O motorista do veículo ficou em estado de choque devido ao acidente. 

O local já foi palco de vários acidentes com vítimas fatais. No mês passado, o prefeito Luiz Francisconi e o Secretário estadual de Infraestrutura assinaram um termo autorizando a abertura de licitação para resolver o problema desta rodovia e acabar com os acidentes naquele local. (rolandia 190)





30 de novembro de 2017

Polícia do PR prende professor suspeito de enviar fezes pelo correio para ex-colegas de trabalho

A Polícia Civil do Paraná confirmou nesta quinta-feira (30) que um professor de Física foi preso, em Curitiba, após enviar fezes pelo correio para ex-colegas de trabalho. O homem, de 56 anos, detido na terça-feira (28), já havia sido afastado de um colégio estadual localizado no bairro Ahú, onde trabalhava, após denúncias de cometer crimes de ameaça, difamação, injúria e injúria racial contra outros educadores e servidores públicos, segundo a Polícia Civil.

O delegado-titular do 4º Distrito Policial (DP), Gutemberg Luz Neves Ribeiro, detalhou que o professor foi preso horas depois de ir a uma agência dos Correios e enviar dez caixas contendo fezes, dele e de animais, e cascas de banana, destinadas a funcionários do colégio e servidores da Secretaria de Educação do Paraná (Seed).

De acordo com o delegado, o detido deixou de lecionar em dezembro de 2016, por decisão da escola, sob a alegação de que ele mantinha um comportamento ofensivo e inadequado com os colegas.

E-mails ameaçadores
“Ele entendeu que o afastamento foi uma espécie de retaliação e passou a enviar e-mails ameaçando e difamando os professores e diretores do colégio, além de encaminhar cartas ofensivas e caixas contendo fezes”, relatou o delegado.

O professor foi autuado pelos crimes de ameaça, difamação e injúria qualificada e encontra-se no Setor de Carceragem Temporária (Secat) do 4º DP.(tnonline)



Motociclista bate em carro, cai e morre atropelado na BR-277

Um motociclista identificado por Adrelino Rosa da Trindade, de 33 anos, morreu em um acidente na noite desta quarta-feira (29) no bairro Rondinha, em Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba.

De acordo com informações de testemunhas, ele seguia na rodovia na pista sentido Ponta Grossa quando de acordo com o motorista de um veículo Fusion, ele estava colado atrás do carro e o trânsito parou por causa das obras. O motociclista bateu na lateral do Fusion, se desequilibrou e caiu na pista. Um carro que seria um Peugeot passou por cima do motociclista e fugiu sem prestar socorro. Em seguida uma carreta passou por cima do corpo do rapaz e também não parou para prestar socorro.

O SIATE chegou a ser acionado mas a vítima não resistiu e morreu no local. O motorista do Fusion que parou para prestar socorro relatou que a pista estava bem sinalizada mas o rapaz não seguiu uma direção defensiva, andando muito próximo dos carros que estavam na rodovia.

O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Curitiba.(massanews)



Polícia fecha posto de combustíveis clandestino que vendia gasolina a R$ 3 o litro em Curitiba

A Polícia Civil prendeu um homem de 34 e fechou um posto de combustíveis clandestino na região do bairro Tatuquara, em Curitiba, na tarde desta quarta-feira (30). O comerciante comprava o litro da gasolina por R$ 2,50 e revendia por R$ 3, de acordo com o delegado Machado, do 13° Distrito Policial (13°DP).
“Foram apreendidos 170 litros de combustíveis e ele está sendo autuado em flagrante por crime contra a ordem econômica. A hipótese é que ele comprava o combustível de caminhoneiros que pegavam o produto na Repar (Refinaria da Petrobrás), em Araucária, e desviavam parte da carga”, descreveu à Banda B.

O suspeito foi autuado por crime contra a ordem econômica. “Além disso, ele colocava em risco a própria família, pela forma incorreta em que o produto estava armazenado”, disse o delegado.(bandaB)


Após ser empurrada por namorado, mulher subiu penhasco com perna quebrada para pedir ajuda

A mulher de 51 anos que foi empurrada de um penhasco pelo namorado na Estrada da Graciosa disse que tirou forças de onde podia para sobreviver. Após a queda, de cerca de 5 metros de altura, ela se fingiu de morta por pelo menos 30 minutos, até notar que o homem havia ido embora. O rapaz teria tentado matar a parceira depois que ela descobriu que ele era casado.

O caso aconteceu em junho deste ano, mas a vítima esperou se recuperar dos ferimentos para levá-lo à polícia. Na ocasião, a mulher tinha sido convidada pelo companheiro, de 41 anos, a fazer um passeio na Estrada da Graciosa, para tirar fotos. “Eu aceitei a oferta e nós fomos. Era noite, nós tiramos algumas fotografias e, então, ele pediu para eu sentar em uma ponte, porque queria fazer um retrato meu, para guardar de lembrança. Foi o que eu fiz. Nisso, ele chegou perto para me ajeitar, porque eu estaria na posição errada, e simplesmente me empurrou”, contou a vítima em entrevista à Banda B na tarde desta quarta-feira (29).

Diferente do que o homem esperava, a companheira sobreviveu à queda. A partir desse momento, ela fez tudo o que podia para sair viva da situação. “Eu sentia muita dor e fiquei uns 30 minutos parada lá embaixo, enquanto ele iluminava o local com a lanterna do celular, para checar se eu me mexia. Depois que percebi que não havia mais luz, disse para mim mesma que precisava subir o penhasco”, completou.

Mesmo com a perna direita quebrada e com uma fratura na coluna, a mulher reuniu todas as forças que tinha para escalar o barranco. “Eu não estava conseguindo no começo, mas decidi fazer buracos na terra para apoiar as mãos e poder subir. Não sei como fiz tudo isso, acho que Deus me deu força nessa hora”.

Depois de chegar no topo, a vítima ainda precisou caminhar pela beira da estrada para pedir ajuda. “Eu andei por umas duas horas até achar uma casa. Eu ia e arrumava a perna, ia e arrumava a perna, com muita dor… Graças a Deus eu encontrei um comércio ali e os donos chamaram os guardas, que me encaminharam ao hospital”, comentou ela.

Diante da dor e desconforto, a mulher decidiu ficar em casa para se recuperar dos ferimentos antes de contar o caso para a polícia. “A única coisa que eu quero é que ele pague pelo que fez. Eu tenho bastante medo dele, medo que ele mande outras pessoas para me fazer mal… Agora eu estou amparada pela mão de Deus”.

Motivação

Moradora de Curitiba e mãe de seis filhos, a mulher se relacionou com o companheiro por cerca de um ano. Tudo estava bem até ela descobrir que ele era casado, por meio de uma mensagem no celular que a esposa mandou para o marido. “Eu vi aquilo e decidi confrontá-lo. Ele confessou que era casado e eu disse que contaria tudo para a mulher dele. Muitas vezes eu falei que terminaria o relacionamento, mas ele ficava atrás de mim e, como eu o amava, continuei o namoro. Em determinados momentos, ele chegou a me bater, me dar soco na cabeça, nos braços… Pensei em denunciá-lo, mas fiquei com muito medo que algo acontecesse comigo”.

Investigações

O homem foi preso nesta semana e encaminhado à delegacia de Quatro Barras, responsável por investigar o caso. De acordo com o delegado Luiz Carlos de Oliveira, ele não esboçou nenhuma reação ao ser abordado.

“Quando nós mostramos o mandado de prisão, ele já estava ciente do motivo. O suspeito chegou a contar algumas histórias, mas não negou o crime. Tudo indica que ele inclusive premeditou toda a ação e que já esteve no local anteriormente”, explicou o delegado.

Segundo ele, a vítima ficou internada no Hospital Angelina Caron e, muito tempo após o crime, resolveu procurar a polícia. “Nós ficamos surpresos com esse lapso temporal. Mas a vítima nos contou tudo em detalhes… Que ele pegou no ombro dela depois de pedir que ela sentasse na ponte para tirar a foto, e a jogou do penhasco. Depois, ele iluminou o local com a lanterna do celular umas três vezes para ver se ela fazia algum gesto, e foi embora, achando que a mulher estava morta”.

A Justiça decretou a prisão preventiva do suspeito que, se condenado, pode pegar até 20 anos de prisão por tentativa de feminicídio.(bandaB)



18 de novembro de 2017

Homem esquece onde estacionou carro e encontra veículo 20 anos depois

Em 1997, um alemão de Frankfurt fez um boletim de ocorrência alegando que seu carro havia sido roubado. Nesta semana, 20 anos depois, o carro foi encontrado e a polícia descobriu que, na verdade, o homem nunca foi roubado: ele só havia esquecido onde havia estacionado o veículo. As informações são do jornal Augsberger Allgemein.
O automóvel foi encontrado em uma garagem em um prédio industrial antigo que está prestes a ser demolido. O carro estava atrapalhando a demolição e, por isso, os donos chamaram a polícia para saber quem era o dono. Então a polícia descobriu que o automóvel era do homem que havia reportado o roubo há 20 anos e o informou.

Depois de tanto tempo, porém, o carro não funciona mais. “O carro não pode mais ser dirigido e será enviado ao ferro-velho”, disseram as autoridades de Frankfurt ao jornal. O dono tem, hoje, 76 anos de idade.(bandaB)

Padrasto é preso em flagrante após estuprar menina de seis anos

Um homem, de 47 anos, foi preso em flagrante, pelo Grupo de Diligências Especiais (GDE) de Foz do Iguaçu, suspeito de estuprar sua própria enteada de 6 anos. A prisão aconteceu na noite de quinta-feira (16), em sua residência, localizada no bairro Jardim Canadá, região Norte de Foz do Iguaçu.
De acordo com a polícia o ato aconteceu no mesmo dia da prisão, só que no período da manhã. “Foi a mãe da criança quem percebeu que ela havia sido violentada, pois ao dar banho na menina, verificou que havia sangue nas suas partes intimas. A mãe então questionou a filha sobre o sangramento, e a menina disse que tinha sido abusada pelo padrasto, mas havia sido ameaça para não contar o ocorrido aos seus familiares”, falou o delegado-titular da 6ª SDP, Rogério Antônio Lopes.

A criança foi levada para um hospital da região, onde foi realizado um exame para confirma a violência sexual. O laudo médico constatou que a criança tinha lesões que comprovaram o abuso. Após essa constatação, o hospital acionou a polícia.

A equipe policial, depois de se inteirar do caso, foi a procura do suspeito e o localizou em sua residência. O homem foi encaminhado para a 6ª Subdivisão Policial (SDP), onde prestou depoimento e negou que tenha abusado da criança.

O suspeito permanece preso no setor de carceragem da 6ª SDP e não possuía passagem policial. Agora, responderá pelo crime de estupro de vulnerável e segue à disposição da Justiça.

O delegado titular da 6ª SDP Rogério Antônio Lopes complementa que existem outras duas crianças que também moravam com o suspeito, uma delas inclusive é filha dele. “As investigações seguem com o objetivo de investigar se o homem também violentava das outras meninas”, finaliza o delegado.(bandaB)

Rapaz é preso enquanto aguardava para fazer cadastramento biométrico

Um rapaz, de 21 anos, foi preso em frente ao Fórum Eleitoral, na tarde desta sexta-feira (17), em Arapongas. Ele aguardava para fazer o cadastramento biométrico.

Wilian Macena foi detido pela Guarda Municipal depois de uma abordagem. Ao verificar o sistema, os guardas contataram que havia um mandado de prisão em aberto pelo crime de roubo.

Ele foi encaminhado à 22ª Subdivisão Policial (SDP).(massanews)